MOMENTO FERNANDO PESSOA


Hoje de manhã saí muito cedo,

Por ter acordado ainda mais cedo

E não ter nada que quisesse fazer...


Não sabia por qual caminho tomar

Mas o vento soprava forte, varria para um lado,

E segui o caminho para onde o vento me soprava nas costas.


Assim tem sido sempre a minha vida, e

assim quero que possa ser sempre —

Vou onde o vento me leva e não me

Sinto pensar.




Não sou nada.

Nunca serei nada.

Não posso querer ser nada.

À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.