MOMENTO FERNANDO PESSOA


Mendigo do que não conhece,

Meu ser na 'strada sem lugar

Entre estragos amanhece...

Caminha só sem procurar...




Não sou nada.

Nunca serei nada.

Não posso querer ser nada.

À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.