CURIOSIDADES GARIMPADAS NA INTERNET

 

 

Ora, pois, pois!

Adalberto Nascimento

 

Para deleite dos que gostam, algumas curiosidades pescadas na Internet:

 

Til (plural: tis) - vem do latim titulus ("inscrição no alto, tabuleta, sinal de identificação"). Em antigos documentos manuscritos era um traço reto ou sinuoso que se colocava sobre as letras para indicar uma abreviação. No português medieval, um traço colocado sobre uma vogal significava que ela era seguida de um M ou um N; usava-se o til, como ainda hoje, para indicar a nasalização, como em manhã, irmãmente ou cãibra.

 

Cedilha - vem de ceda, nome dado à letra Z no espanhol arcaico, mais -ilha, sufixo diminutivo. Em muitos manuscritos antigos era empregada a seqüência CZ no lugar hoje ocupado pelo cê-cedilha. Com o tempo, os copistas medievais reduziram esse Z e o colocaram sob o C, resultando numa forma semelhante à de uma pequena cauda.

 

Cifrão - é o aumentativo de cifra (do árabe sifr, "zero"). O símbolo do S cortado teria vindo dos reais "colunários", moedas que tinham no verso a figura dos dois hemisférios unidos, sobre as ondas do mar, ladeados por duas colunas verticais que representavam o estreito de Gibraltar. Nas colunas, uma faixa sinuosa, em forma de S, trazia a inscrição latina plus ultra ("nada além"), simbolizando o poderio espanhol sobre os mares.

 

E comercial - o &, que os ingleses chamam de ampersand e nós de "E comercial", é uma espécie de monograma que representa a conjunção latina et. Trata-se de uma ligatura –  combinação do desenho das duas letras (e e t) num único sinal.

 

Trema - vem do vocábulo grego trema, trematos ("buraco, orifício"), usado especialmente para designar aqueles pequenos furos que assinalam os números nas faces de um dado. Por analogia, os impressores do Renascimento popularizaram o termo para designar os dois pontos horizontais que eram colocados sobre a segunda letra de um encontro vocálico para indicar que ela formava uma sílaba em separado.

 

Asterisco - Este é um sinal que vem descrito em seu próprio nome: asterisco vem do grego asteriskos ("estrelinha"), diminutivo de aster ("estrela"), que nos deu também vocábulos como astro e asteróide. Em geral, serve para remeter a notas em rodapés.

 

Arroba – O nome do símbolo @ vem da medida chamada pelos árabes de ar-rub, "a quarta parte", por corresponder a um quarto de "um quintal"; no Brasil e em Portugal, a arroba tem um valor aproximado de 15 kg. O mais provável é que o símbolo seja também uma ligatura medieval, combinando as letras A e D da preposição latina ad ("em"). Em diversos idiomas, o símbolo @ ficou com o nome de alguma coisa parecida com a sua forma: em italiano, chiocciola (caracol); em sueco, snabel (tromba de elefante); em holandês, apestaart (rabo de macaco); em outros idiomas, tem o nome de um doce em forma circular: shtrudel, em Israel; strudel, na Áustria.

 

Em Portugal, por exemplo, fulano@net.com é falado “fulano a caracol net ponto com”.

 

Ora, pois, pois!